Você está aqui: Home / Cidade, Notícias, Região / Sãomanuelense está entre os 25° fotógrafos melhores em Barra Bonita

Sãomanuelense está entre os 25° fotógrafos melhores em Barra Bonita

 

Esquerda para direita:  Capitão da Marinha, Capitão da Polícia, Prefeito da Barra Bonita e SãoManuelense Rodrigo Tomaz

Esquerda para direita: Capitão da Marinha, Capitão da Polícia, Prefeito da Barra Bonita e o Sãomanuelense Rodrigo Tomaz 

Para comemorar o centenário, a prefeitura de Barra Bonita organizou um concurso de fotos da “Ponte dos Arcos”. As melhores fotos receberão premiações em dinheiro, nesta quinta (5), no Centro Cultural “Célia Stangherlin, às 19h30.

.

Exposição da foto do Sãomanuelense Rodrigo Tomaz

Durante todo o mês de fevereiro, a prefeitura recebeu dezenas de inscrições com belas fotografias de profissionais e amadores de toda a região. A comissão avaliadora foi formada por três notórios profissionais da área de fotografia de Barra Bonita, Fábio Bombonatto, Pedro Ometto Neto e Oliosnaide Júnior (Night). Os profissionais julgaram e selecionaram 36 melhores fotografias, de 25 fotógrafos. Destes, foram escolhidas três vencedores que levarão prêmios em  (1º lugar),  (2º lugar) e (3º lugar).

As 36 fotos selecionadas farão parte da exposição “Ponte Campos Salles: 100 anos”, de 5 a 31 de março no Centro Cultural Célia Stangherlin, na orla turística de Barra Bonita. Após essa data, a exposição passará por todas as escolas do município. Todas as imagens selecionadas serão devidamente creditadas com o nome de seus autores e farão parte do acervo histórico e cultural do Museu Municipal Luiz Saffi de Barra Bonita.

_DSC0681

Exposição da foto do Sãomanuelense Rodrigo Tomaz

 

 

Exposição da foto do Sãomanuelense Rodrigo Tomaz

Exposição da foto do Sãomanuelense Rodrigo Tomaz

Junto das 36 fotos, maquetes e cartazes sobre a Ponte Campos Salles produzidos por alunos da rede municipal de ensino também serão expostos de 5 a 31 de março no Centro Cultural Célia Stangherlin.

 

Os finalistas do concurso

Alessandra Pelegrin
Anderson Hermida Máximo Alves
Aparecida de Cássia Maganha Rodrigues
Ary Attab Filho
Carlos Antônio Meneghelli
Carlos Henrique Balsi
Daiane Piva
Daniel Volpato Bertolino
Danilo Roberto Batista
Deiziane Pacheco Pracanica
Dulcevone Wadick Salvador
Eduardo Francisco Balsi
Felipe Ferreira Lima
Giliardi Lopes de Oliveira
Glauco Eliseu Tonello
Ivan Giglioti
Kyelce Cescato
Lorena Turini
Luiz Manoel Fedato de Freitas
Mayra Monteiro dos Santos
Rodolfo Guther Guedin
Rodrigo  Tomaz
Roselene Fadoni
Thiago Rodrigues Victal
Welinton Fernando de Oliveira (Tom Oliveira)

.

Exposição da foto do Sãomanuelense Rodrigo Tomaz

 

Ex-presidente encomendou ponte

A ponte Campos Salles é um marco na história de Barra Bonita. Foi encomendada pelo então presidente da república Campos Salles e construída na Alemanha e montada no Brasil. Foi inaugurada no dia 5 de março de 1915. Atualmente ela é parte do patrimônio da cidade, mas sua largura é insuficiente para o tráfego de dois carros simultaneamente.

Na inauguração os convidados chegaram em um trem especial da Sorocabana Railway. O ramal ferroviário nem mais existe na cidade. A partir de sua inauguração, a ponte sobre o Rio Tietê começou a ser chamada de “Ponte Campos Salles”. E a oficialização ocorreu com a colocação das placas em 7 de janeiro de 1918.

Os engenheiros e técnicos tiveram muitas dificuldades para a perfuração de lajes no leito do rio Tietê para a construção da ponte Campos Salles. Vários acidentes e as constantes cheias do Tietê atrasaram os trabalhos. Numa dessas enchentes, todos os fundamentos no leito do rio foram, literalmente, por água abaixo, tendo como consequência a total paralisação dos serviços. O reinício das obras só ocorreu em abril de 1913, após muitas críticas, reclamações e descontentamento popular.

Contudo, somente a partir de maio de 1914, com a intervenção da diretoria de obras públicas e designação pela empresa alemã de novos engenheiros é que os serviços foram acelerados. A ponte tem 146,6 metros de comprimento entre os apoios extremos das duas margens. A superestrutura metálica (de aço doce de primeira qualidade) foi calculada para suportar com toda a segurança uma sobrecarga rolante constituída por duas filas de veículos de 11 toneladas, além de sobrecarga uniformemente distribuída de 800 quilos por metro quadrado.

A ponte Campos Salles pede socorro. Desde a sua inauguração, ela passou por reparos pontuais, mas apresenta problemas na fundação, nos pilares e em sua estrutura metálica. Por conta disso, sobre a ponte está proibido o tráfego de veículos pesados, só podem passar carros de passeio, motos e pedestres.

O custo da recuperação da ponte é alto e o município não tem condições de arcar sozinho com a obra. O prefeito Guilherme Belarmino fez várias solicitações nas esferas estadual e federal para que a ponte seja restaurada e recuperada. Para a prefeitura de Barra Bonita e para o município vizinho de Igaraçu do Tietê, a responsabilidade pela recuperação da ponte é do governo estadual. “Afinal, trata-se de uma construção centenária, ela faz parte não só da história de Barra Bonita, como também do Estado de São Paulo. Mesmo assim, além de cobrar o apoio do governo estadual, temos conversado com o governo federal para encontrar recursos.”

Como não existe o comprometimento formal dos governos estadual e federal, a prefeitura não tem como estipular um prazo para que os problemas da ponte Campos Salles sejam resolvido.

E Nesta quinta-feira (5) foi realizada a “Pedalada do Centenário” as 19h30 para comemorar o centenário da ponte Campos Salles em Barra Bonita. A saída dos ciclistas foi enfrente do Centro Cultural (antiga rodoviária) e vão passar por toda a orla turística, cruzando a ponte para coroar o aniversário.

“É um evento muito importante, pois o ciclismo está sendo lembrado e reconhecido em uma data histórica.

Comments

Tags: , , , , , , , , ,

Envie um comentário

Responsável Rodrigo Tomaz. Powered by WordPress.