Você está aqui: Home / Cidade, Notícias, Região / Sãomanuelense é um dos finalistas do prêmio Jabuti, prêmio mais importante do país

Sãomanuelense é um dos finalistas do prêmio Jabuti, prêmio mais importante do país

.

O  designer e quadrinista Camilo Solano. Nascido em São Manuel, mas formado em Design pela UNESP, ele já trabalhou em várias empresas da cidade antes de engatar nos quadrinhos.

Apaixonado pela arte dos quadrinhos desde criança, Camilo já trabalhou para a revista MAD e até se classificou com uma dos finalistas para o prêmio Jabuti em 2018, a premiação literária do Brasil.

EM UMA ENTREVISTA PARA SITE  Social Bauru CAMILO FALOU SOBRE SUA PAIXÃO:

Camilo Solano: É mais uma paixão por contar histórias pela mídia história em quadrinhos. Desde criança, sou apaixonado por gibi e me surpreendo com o quanto eu me sentia próximo dos autores que lia na época. Para mim, os quadrinhos aproximam muito as pessoas, no caso, o leitor com o autor. Mais uma vez, na minha opinião, os quadrinhos têm um tom muito mais pessoal do que outras mídias. Claro que eu amo as outras artes, a música mesmo é uma arte que me leva pra longe, mas os quadrinhos são a maior paixão.

De São Manuel, universitário em Bauru…Você toma, como inspiração, o interior na sua obra? Se sim, por quê?

C.S.: O interior está completamente inserido nos meus trabalhos. Eu sou um observador e tenho muito prazer em saber dos costumes e das histórias do Brasil em geral. Mas como vivi a maior parte da minha vida no interior paulista, várias de minhas histórias se passam em São Manuel, Bauru e etc.

O curioso é que nem por isso as histórias fazem sentido apenas para quem é do interior. Todo mundo acaba se identificando, mas eu acho que isso é mais por minhas histórias, antes de mais nada, estarem sempre muito focadas no interior de cada pessoa. O lugar onde minhas personagens mais estão é dentro da própria cabeça delas. Com todas as questões que a vida traz, como medo, ansiedade, dúvidas, alegrias e por aí vai.

 

RESULTADO :

Histórias em Quadrinhos

  • “A Infância do Brasil” (AVEC Editora), de José Aguiar
  • “Angola Janga” (Veneta), de Marcelo D’Salete
  • “Chico Bento – Arvorada” (Panini – Mauricio de Sousa Produções), de Orlandeli
  • “Holandeses” (Veneta), de André Toral
  • “Mensur” (Companhia das Letras), de Rafael Coutinho
  • “Morrer de amor e continuar vivendo” (Editora Amora), de Lorena Kaz
  • “O Maestro, o Cuco e a Lenda” (Texugo Editora), de Wagner Willian
  • “O Planta: Um bípede entre plantas” (Autor Independente), de Gustavo Ravaglio
  • “O sinal” (Marsupial Editora), de Orlandeli
  • “Semilunar” (Balão Editorial), de Camilo Solano.

 

 

 

 

 

.

fonte: www.socialbauru.com.br

Comments

Tags: , , , , ,

Envie um comentário

Responsável Rodrigo Tomaz. Powered by WordPress.